2020 não é apenas um “ano novo”! É o início de uma nova década. É importante pensarmos além da clássica análise ao ano passado. Na verdade, é importante tentarmos descobrir o que queremos melhorar este ano, aprendendo com a década anterior.

A grande dificuldade

Enquanto Coach, uma das grandes dificuldades que encontro em sessão, é o estabelecimento de planos a longo prazo. Tudo o que seja acima dos 3 meses, assusta. A grande maioria de nós não se sente suficientemente confiante para acreditar que merece ou consegue grandes objetivos. E fazer planos a longo prazo sem serem grandiosos, é deprimente. Então… torna-se difícil planear. Também te acontece?

Como estabelecer objetivos que vamos cumprir?

Hoje é altura para analisarmos o que conseguimos nos últimos 10 anos. Sabes que, quando começa um ano, é hábito definirmos as resoluções de ano novo. Realmente, fica bonito assumir grandes compromissos mas isso não representa sucesso garantido. Se queremos sucesso, é importante estabelecer objetivos entusiasmantes e, ao mesmo tempo, ponderados e integrados na nossa rotina.

Repara que a nossa vida não muda apenas porque decidimos alcançar algo mais ou diferente. A nossa vida muda quando mudamos comportamentos. Para podermos mudar comportamentos, precisamos assegurar 3 aspectos:

  • consistência (sendo que a consistência tem como arquei-inimigo uma coisa chamada “pilotos automáticos”)
  • facilidade (devemos começar por escolher comportamentos que nos seja fácil adoptar)
  • positivos (ninguém gosta de ser proibido de nada, certo? Escolher comportamentos pela positiva, ajuda-nos a ter sucesso)

Por exemplo, “deixar de fumar“, “perder 5 kg” ou “começar a trabalhar mais” não são objetivos que nos ajudem. É sempre mais fácil começar com uma troca ou uma adaptação. Por exemplo:

  • fumar apenas meio cigarro
  • aumentar o consumo de legumes e ir a pé para o trabalho (se for possível)
  • trabalhar mais 15 min por dia

Mas para saberes que comportamentos deves adoptar agora, é importante que saibas o que queres alcançar daqui a 10 anos. E, para perceberes a dimensão dos “10 anos”, é importante que olhes para os últimos 10 anos.

Eu já fiz isso aqui e partilho contigo, esperando inspirar-te. Lembra-te que, independentemente dos resultados, esta análise serve apenas de base para preparares a próxima.

Queres fazer uma boa análise à tua última década?

Tens duas grandes possibilidades técnicas para uma boa análise. E, no final, ainda te vou dar uma terceira, resultado da minha experiência para te ajudar.

Técnica I – cronologia do sucesso

Esta técnica é ótima para percebermos a nossa construção. Quem tem dificuldade em aceitar o seu sucesso, sente-se mais forte se vir as conquistas arrumadas no tempo. Além de que consegue também perceber como foi a evolução ao longo do tempo. A grande dificuldade é saber em cada ano o que aconteceu já que pode haver a tendência para desvalorizar conquistas.

Como realizar?

  1. Numa folha em branco voltada na horizontal, desenha uma linha a meio.
  2. Ao longo dessa linha, divide em 10 passos
  3. Anota os 10 anos passados
  4. para cada ano, escolhe as conquistas que melhor recordas

Simples? Tendencialmente, sim. A dificuldade está em te lembrares de tudo o que realmente conseguiste.

Técnica II – áreas da vida

Esta técnica é ótima para quem celebra as suas conquistas mas pode ser um desafio para quem não o faz. No fundo, o que vamos fazer é listar as áreas que nos são importantes e, para cada uma delas, escrever tudo o que conquistamos.

Há áreas básicas e lógicas como

  • Amor
  • Saúde
  • Dinheiro

e outras que são tradicionalmente negligenciadas, como

  • vida social
  • propósito
  • desenvolvimento pessoal

Como realizar?

Faz a tua lista e diverte-te a preencheres pelo menos 3 conquistas em cada área.

Técnica III – BEST OF

Bem, esta é a técnica que uso há cerca de 8 anos e, embora não me permita ter o resumo para estes 10 anos, já foi uma super ajuda! O que vamos fazer é, em cada ano, escolher o melhor que aconteceu/conseguimos em cada mês, em cada área.

Conheces aquelas coletâneas das melhores musicas do ano? Pronto, é parecido! O que vamos fazer, é recuperar os nossos resumos e ver o que lá escrevemos, resumindo numa década.

Como realizar?

Numa folha em branco, voltada na horizontal, desenhas uma linha dividida pelos anos passados. Para cada ano, inseres pelo menos uma conquista em cada área que consideraste importante.

Se ficaste com dúvida em qual é a diferença, a diferença é que na Técnica I anotas o que te recordas de forma desorganizada e espontânea. Na Técnica III colocas todas por área, ou seja, colocas todas as conquistas por área dentro de cada ano, obrigando-te a recordar em cada área uma pequena vitória que seja.

Para te ajudar, partilho contigo AQUI os templates para as três técnicas, só precisas de meter em prática.

Já conheces os cafés da manhã?